Menu

Assine nossa newsletter

Folha de S.Paulo

Coleção lança 4 peças com leitura e mesa-redonda

7.12.2005  |  por Valmir Santos

São Paulo, quarta-feira, 23 de novembro de 2005

TEATRO 

Grupo faz ensaio aberto amanhã de “A Luta – Parte 2”; Zé Celso prepara rito para lembrar irmão assassinado em 1987

Sexto volume de série reúne peças de Dionisio Neto, Pedro Bricio, Sérgio Roveri e Rosangela Petta, que é lida no CCBB

VALMIR SANTOS
Da Reportagem Local

Dois importantes projetos de dramaturgia contemporânea contracenam hoje em São Paulo. O ciclo “Dramaturgias”, que desde 2002 proporciona leituras e debates no Centro Cultural Banco do Brasil, abre uma data especial para receber o lançamento do sexto volume de “Teatro Brasileiro”, iniciativa da qual a Hamdan Editora, com sede em Belo Horizonte, se ocupa desde 1997.

“Teatro Brasileiro” apresenta mais quatro textos. Em “Camaleões – Dourados-do-Paraíso”, Dionisio Neto, de São Paulo, define como “grand guignol antropofágico-ecológico” a história que envolve um traficante de peles, uma bandeirante e um ativista ecológico. Seres em extinção, tanto quanto os animais em xeque. A peça participou do ciclo “Leituras de Teatro”, em 2003, evento realizado pela Folha desde 1996.

Comédia de época
“A Incrível Confeitaria do Sr. Pellica”, de Pedro Bricio, do Rio, é o único texto do livro que já foi montado neste ano e segue em cartaz no Rio.

A comédia se passa num reino fictício do século 18, onde um confeiteiro atravessa intrigas, amores e ilusões para vencer o concurso de tortas do rei.

Em “A Vida que Eu Pedi, Adeus”, Sérgio Roveri, de São Paulo, expõe de forma cruel e tragicômica o cotidiano de um casal desempregado que administra a miséria na esquina, território de pedintes e ambulantes, engolidores de fogo etc.

Duas mulheres cutucam a falocracia na comédia “A Mulher com Ele”, de Rosangela Petta, de São Paulo. Uma executiva perde a vaga de vice-presidente de um banco, vê preconceito por ser mulher, toma um porre com uma amiga avoada e recém-separada e, por fim, descobre que um pênis nasceu entre suas pernas.

O texto escrito po Petta será lido à noite, com interpretação de Ilana Kaplan e Thereza Piffer, sob direção de Cristina Mutarelli.

Debate
Antes, pela manhã, ocorre uma mesa-redonda com participações do ator Ricardo Pucetti, do grupo Lume, e dos diretores Eduardo Tolentino de Araújo, do Tapa, e Marco Antonio Rodrigues, do Folias d’Arte.

A mediação será feita pelo crítico e ator Alberto Guzik, que integra o conselho editorial da Hamdan, ao lado do também crítico Marcos Ribas de Faria e do diretor Paulo César Bicalho.

Guzik já dirigiu e atuou em peças de Roveri, selecionado entre os 414 textos enviados para a coleção neste ano.

A responsável pela coleção, Soraya Hamdan, 46, não vê problema. “Foi a segunda vez que o Sérgio [Roveri] enviou um texto. Ele é um autor de porte, com trabalho continuado, não é um dramaturgo sazonal”, diz Hamdan.

Dos 20 espetáculos publicados nos volumes anteriores, 16 já foram levados à cena.



Especial Dramaturgias
Quando: hoje, às 11h (mesa-redonda) e às 20h (leitura da peça “A Mulher com Ele”, de Rosangela Petta) 
Onde: CCBB-SP – teatro (r. Álvares Penteado, 112, centro, tel. 0/xx/11/ 3113-3651) 
Quanto: entrada franca

Coleção Teatro Brasileiro – sexto volume
Editora: Hamdan (distribuição gratuita para bibliotecas pelo e-maildoacaohamdan@terra.com.br
Quanto: R$ 29 (230 págs.)


Valmir Santos

Quer receber mais artigos como este? Então deixe seu e-mail:

Relacionados