Menu

Assine nossa newsletter

Folha de S.Paulo

Nau de Ícaros comemora 14 anos

19.10.2006  |  por Valmir Santos

São Paulo, terça-feira, 19 de setembro de 2006

TEATRO
Companhia exibe fusão de teatro, dança e circo de hoje até o fim do mês na 2ª Mostra de Repertórios Contemporâneos

“Cidade dos Sonhos”, o infantil “Os Artistas” e a aula-espetáculo “O Físico e o Simbólico” serão encenados no Centro Cultural São Paulo 

VALMIR SANTOS 
Da Reportagem Local 

Prestes a completar 14 anos, em outubro, a Companhia Cênica Nau de Ícaros, conhecida pela fusão de teatro, dança e circo, ocupa sua vez na 2ª Mostra de Repertórios Contemporâneos, no CCSP (Centro Cultural São Paulo). 

De hoje ao final do mês, serão apresentadas duas peças recentes do repertório, “Cidade dos Sonhos” (2003) e o infantil “Os Artistas” (2002). Também é possível acompanhar, em forma da aula-espetáculo, “De Um Espaço Vazio: o Físico e o Simbólico”, o processo da criação do novo trabalho do grupo. 

Segundo Marco Vettore, ator e diretor da Nau de Ícaros, trata-se de estudo coreográfico sobre o corpo e o movimento das danças e manifestações populares brasileiras. A aula-espetáculo, que quer valorizar espaços sociais e históricos, tem apoio do Prêmio Estímulo de Dança da Secretaria de Estado da Cultura. “O Físico e o Simbólico” terá sessões às terças e quartas, às 21h. 

Em paralelo, o grupo prevê outra meta até o primeiro semestre de 2007: realizar um espetáculo inspirado no universo literário do paraibano Ariano Suassuna, conforme projeto selecionado no programa municipal de fomento ao teatro. 

De quinta a sábado, às 21h, e aos domingos, às 20h, será apresentado o espetáculo “Cidade dos Sonhos”, que Vettore define como uma “ópera bufa circense”. Com dramaturgia de Fabio Malavoglia e co-direção de Leopoldo Pacheco e Vettore, a história resgata o milenar mito de São Saruê, fabulosa terra da prosperidade e da abundância, onde não há dor, suor, velhice ou morte. 

Aos sábados e domingos, às 16h, a Nau de Ícaros apresenta “Os Artistas”, de autoria de Paulo Rogério Lopes e direção de Vettore. Dois ajudantes de um suposto Grande Circo ocupam o espaço, montam picadeiro, preparam equipamentos etc. Na hora de iniciar o espetáculo, eles se dão conta de que falta “um pequeno detalhe”: e os artistas? 



2ª Mostra de repertórios comtemporâneo do CCSP 
Quando:
de hoje a 30/9 
Onde: CCSP – sala Jardel Filho (r. Vergueiro, 1.000, tel. 0/xx/11/3383-3400) 
Quanto: de R$ 6 a R$ 12 

Valmir Santos

Quer receber mais artigos como este? Então deixe seu e-mail:

Relacionados