Menu

Assine nossa newsletter

Folha de S.Paulo

Documentário do Folias investiga “O que É Teatro?’

26.2.2008  |  por Valmir Santos

São Paulo, terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

TEATRO 
Produção independente tem lançamento hoje 

VALMIR SANTOS
Da Reportagem Local 

O diretor Amir Haddad, do grupo Tá na Rua, faz teatro há meio século e diz ainda ter dificuldade em definir o que é esta arte. Prefere relacioná-la à vida, duas metáforas alimentadas de “utopia”. 

Para a pesquisadora Iná Camargo Costa, a arte do teatro sobrevive desde tempos medievais, contracena com os meios tecnológicos como “atividade completamente artesanal”, mas resulta “socialmente irrelevante” na ordem do mundo capitalista. 

A provocação e o idílio estão entre os depoimentos colhidos no documentário “O que É Teatro?”, dirigido pelo dramaturgo Reinaldo Maia. O vídeo independente é exibido hoje, às 20h, no Galpão do Folias, sede do grupo paulistano Folias d’Arte, ao qual Maia pertence. A exibição é gratuita e seguida por um bate-papo. 

Encontro, jogo, diversão, deslocamento, representação, liturgia, vida, desvelamento de verdades: são definições suscitadas entre os depoimentos, um misto de gerações ao longo de 34 minutos. 

Falam artistas como os diretores José Renato (fundador do Arena, nos anos 50), João das Neves (ligado ao Opinião, nos 60), César Vieira (Teatro União e Olho Vivo), Roberto Lage (Ágora), Sérgio de Carvalho (Cia. do Latão), Carlos Gaúcho (Caixa de Imagens), Tiche Vianna (Barracão, de Campinas), a performer Dudude Hermann (Benvinda Cia. de Dança, de MG), a atriz Tânia Farias (Ói Nóis Aqui Traveiz, do RS) e os criadores portugueses Francisco Beja e Jorge Louraço. 

Mesmo sob o domínio de artistas ligados a grupos, Maia, 56, afirma que as respostas refletem pluralidade. “O vídeo é polifônico. Desconstrói a redução preconceituosa de que teatro de grupo significa ativismo de esquerda, experimentalismos. A questão é mais ampla.” 

Em contraponto, diz, há unidade no compromisso dos artistas de coletivos com o ofício, vinculando-o de forma estreita à existência de cada um. O vídeo entremeia imagens de espetáculos, sobretudo “Orestéia – O Canto do Bode”, o mais recente do Folias, movido por autoquestionamentos. 

Em tempo: a última cena do vídeo é a de uma vaca no pasto. “O que o camarada Brecht [dramaturgo alemão que atravessou duas guerras mundiais no século 20, morto em 1956] gostaria que existisse depois dele?”, questiona-se Maia.

Este flertou com o audiovisual nos ano 80, atuou em “A Próxima Vítima”, de João Batista de Andrade. E levou um ano e meio para fazer “O que É Teatro?”, câmera digital em punho e finalização do ator Flavio Tolezani.



O que é Teatro

Quando: lançamento hoje, às 20h 
Onde : no Galpão do Folias (r. Ana Cintra, 213, Santa Cecília, tel. 3361-2223) 
Quanto: entrada franca; DVD: R$ 20, no www.galpaodofolias.com.br 

Valmir Santos

Quer receber mais artigos como este? Então deixe seu e-mail:

Relacionados