Menu

Assine nossa newsletter

revistas

A produtividade febril e a experiência relativa [aParte XXI]

1.9.2010  |  por Valmir Santos

 simoneminaapartevaleeste

 

estudo Uma reflexão sobre a década teatral paulistana sob o impacto da Lei de Fomento

 

A convite da aParte XXI – Revista do Teatro da Universidade de São Paulo – uma publicação histórica nascida em 1968, quando o órgão era dirigido pelo cenógrafo Flávio Império, e retomada agora pelo TUSP –, analiso o primeiro decênio paulistano do século sob a perspectiva dos oito anos da Lei de Fomento. Relaciono a política pública transformadora com as noções de continuidade e pesquisa embrionárias em Antunes Filho pré-Macunaíma (1978), daí a formalização do CPT apoiada pelo Sesc-SP. E anoto a paradoxal corrida frenética dos grupos aos projetos em prejuízo da experiência vide o cúmulo da sessão única semanal.

leia mais >>


Valmir Santos

Quer receber mais artigos como este? Então deixe seu e-mail:

Relacionados