Menu

Assine nossa newsletter

Nota

Dulce Muniz rememora 50 anos de golpe com mostra no Studio 184

23.3.2014  |  por Teatrojornal

Espetáculos, debates, leituras dramatizadas e homenagens a militantes e artistas perseguidos pela ditadura militar brasileira integram a programação da 2ª Mostra Teatral de Direitos Humanos que ocupará durante sete dias, de 24 a 30 de março, o Teatro Studio 184 na Praça Franklin Roosevelt, região central de São Paulo.

Idealizada e dirigida pela atriz, diretora e dramaturga Dulce Muniz a mostra tem como objetivo rememorar os 50 anos do golpe militar de 1964 com atos simbólicos de repúdio. Entre os participantes dos debates estão o diretor do Grupo União e Olho Vivo, César Vieira, e a militante Criméia de Almeida, que lutou na guerrilha do Araguaia e foi presa e torturada durante o regime.

'Reis da fumaça', que a Cia. do Feijão leva à Praça RooseveltSem créditos

‘Reis de fumaça’, que a Cia. do Feijão leva à Roosevelt

A programação não ficará restrita ao edifício teatral. Na quarta-feira, dia 26, a Praça Roosevelt será tomada pelos atores da Cia. do Feijão que dão vida a “causos” populares no espetáculo Reis de fumaça, uma entre outras premiadas criações participantes de grupos como Cia. do Tijolo, Os Crespos e Cia. A Jaca Est. Toda a programação é gratuita, basta retirar senha no local.

Dia 24, segunda-feira

20h – Abertura – Declaração universal dos direitos humanos e Estatutos do homem, de Thiago de Melo.

21h – Espetáculo: Músicas inquietas. Cia. do Tijolo

Dia 25, terça-feira

20h – Espetáculo: Iracema apaulistada – um solo manifesto. Cia. de Solistas

21h – Debate: Políticas públicas para infância e juventude

Dia 26, quarta-feira

18h – Espetáculo: Reis de fumaça. Cia. do Feijão

20h – Leitura: Milagre na cela, de Jorge Andrade. Grupo Kaus de Teatro Experimental

20h – Espetáculo: Clarisse, Virgínia, Catarina. Grupo Mal Amadas Poética do Desmonte

21h – Debate: A luta da mulher na sociedade capitalista

Dia 27, quinta-feira

20h – Espetáculo: Além do ponnto. Cia. Os Crespos

21h – Debate: Negros, índios, povos originários

Dia 28, sexta-feira

16h – Leitura: O Interrogatório brasileiro, de Dulce Muniz. Núcleo 184

18h – Debate: Trabalho escravo, migração e imigração.

20h – Espetáculo: A necessidade da arte, de Ernest Fischer. Núcleo 184

21h – Debate: A arte e os direitos humanos.

Dia 29, sábado

15h – Espetáculo: O mundo das águas. Cia. A Jaca Est.

16h – Leitura: O rato pensador, de Agenor Bevilacqua. Núcleo 184

17h – Homenagem: Cia Pasárgada – 40 anos.

20h – Leitura: Caixa de retratos, de Dema de Francisco. Núcleo 184

Dia 30, domingo

17h – Espetáculo: Utopia, de Thomas Moore. Cia. Esquizofrênica.

19h30 – Leitura: Jonas/Bacuri/Bacuri/Jonas. Núcleo 184

20h30 – Encerramento: Poesia de resistência. Roberto Ascar. Homenagens.

Serviço:
2a Mostra Teatral de Direitos Humanos
Onde: Teatro Studio 184 (Praça Franklin Roosevelt, 184, Centro, São Paulo, tel. 11 3259-6940)
Quanto: Grátis (retirar senha meia hora antes).

Quer receber mais artigos como este? Então deixe seu e-mail:

Relacionados