Menu

Assine nossa newsletter

Nota

Florianópolis recebe 2º Congresso Brasileiro de Teatro

30.8.2014  |  por Teatrojornal

A cidade de Florianópolis abriga o 2º Congresso Brasileiro de Teatro entre 29 e 31 de agosto. O objetivo é discutir e refletir sobre as políticas públicas culturais executadas pelas instâncias públicas e privadas, sob o tema “Modos de Organização e Sustentabilidade no Teatro”.

Participam representantes de mais de dez estados, entre eles o de São Paulo. O ator e pesquisador Ney Piacentini (da Cia. do Latão), por exemplo, preside o Centro Brasil ITI – Instituto Internacional de Teatro, ligado à Unesco. Ele foi articulador da primeira edição do congresso em 2011, em Osasco (SP), quando ocupava a presidência da Cooperativa Paulista de Teatro. Esta entidade, por sua vez, é representada pelo ator Paulo Celestino (Grupo XIX de Teatro), integrante de seu conselho gestor.

O congresso abriu na noite de sexta-feira (29) com uma conferência do diretor e dramaturgo João das Neves. Ele traçou “Histórico da Luta do Teatro no Brasil”.

Na manhã de sábado (30) estão previstas mesas que vão tratar de políticas públicas nacionais e modos de organização e sustentabilidade no teatro. À tarde, serão focados cinco eixos: infraestrutura; sistemas de financiamento; redes de produção e circulação; legislação, direitos e formas associativas de artistas e produtores; e por fim comunicação: plataformas, meios e estratégias.

Tais eixos deverão gerar, portanto, cinco diretrizes. Destas, pelo menos duas resultarão em prioridades e ações práticas.

O almoço de sábado inclui a apresentação do espetáculo de rua Julia, do grupo Cirquinho do Revirado, de Criciúma, também em Santa Catarina.

‘Julia’, com o Grupo de Teatro Cirquinho do Revirado

O congresso é uma realização da Federação Catarinense de Teatro (Fecate), que ao lado do Fórum Setorial Permanente de Artes Cênicas espera profissionais de todo o país. O evento conta ainda com o apoio do Sesc-SC, da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina) e da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). Para o presidente da Fecate, Cassio Correia, receber e promover o congresso “mostra o quanto o teatro tem força no estado”.

Acompanhe a programação, inclusive com transmissões online, aqui.

Quer receber mais artigos como este? Então deixe seu e-mail:

Relacionados