Menu

Assine nossa newsletter

Nota

Fentepp atrai 7 mil espectadores de Prudente e região

2.12.2014  |  por Teatrojornal

Cerca de 7 mil pessoas acompanharam os 25 espetáculos e as atividades formativas e reflexivas do 21º Fentepp, o Festival Nacional de Teatro de Presidente Prudente, que terminou no sábado (29/11) após nove dias de programação. A região do oeste paulista recebeu núcleos artísticos de ponta da capital e do país, como a Cia. Oficina Uzyna Uzona, dirigida por José Celso Martinez Correa), e a conjunção Centro de Pesquisa Teatral (CPT) e Grupo de Teatro Macunaíma, respectivamente coordenado e dirigido por Antunes Filho, e a Cia. dos Atores, do Rio.

“Este ano, o Festival alçou voo e destacou-se como um importante evento de artes cênicas do país, atingindo espectadores para além da cidade de Presidente Prudente e região. A sólida parceria com a prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, legitima um projeto em comum, o de ‘trans-formação’ social a partir de significativas e duradouras experiências”, avalia a gerente do Sesc Thermas, Renata Salvador.

Segundo o secretário de Cultura, José Fábio Nougueira, a expectativa para o próxima ano é ampliar a ocupação de espaços, convencionais ou não, e descentralizar ainda mais a programação.

O ator e diretor Zé Celso em ‘Walmor y Cacilda 64’

Na sessão de 28/11 de Walmor y Cacilda 64 – RoboGolpe, Zé Celso protestou contra ação de despejo sofrida pelo Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, que culminou com a demolição de sua sede na véspera, no bairro paulistano da Pompeia. “Ontem expulsaram o grupo Bartolomeu de sua sede, um local sagrado, por causa de uma especulação imobiliária voraz. Outros 21 grupos teatrais também estão ameaçados. Abaixo a especulação!”, disse.

Quer receber mais artigos como este? Então deixe seu e-mail:

Relacionados