O espetáculo da Companhia de Teatro Heliópolis trata das inquietações do cotidiano, das formas de confrontos e opressões nas relações humanas. E foi nesse frenesi pela cidade tão caótica que chegamos ao belíssimo espaço ocupado pela trupe, no bairro paulistano do Ipiranga, na tentativa de pouso de um olhar – mediado pelas lentes – para as sutilezas até então invisíveis nos entrecruzamentos da violência naturalizada. Sutil violento está em cartaz na Casa de Teatro Mariajosé de Carvalho, até 27 de agosto. Uma encenação de Miguel Rocha com atuações de Alex Mendes, Arthur Antonio, Dalma Régia, David Guimarães, Klaviany Costa e Walmir Bess.