Menu

Autoria

Jornalista, crítico e pesquisador com mestrado em artes cênicas pela USP. Idealizador e coeditor do site Teatrojornal – Leituras de Cena. Repórter de teatro desde 1992, tendo publicado nos jornais Folha de S.Paulo, Valor Econômico e O Diário de Mogi, de Mogi das Cruzes, bem como nas revistas Bravo! (SP) e Cavalo Louco (RS). Escreveu a análise histórica que acompanha o livro de fotografia O Tapa no Arena: repertório em imagens (2015). Autor dos livros Teatro Faap: a história em cena (2010), Aos que virão depois de nós - Kassandra in process: o desassombro da utopia (2005) e Riso em cena – os dez anos de estrada dos Parlapatões (2002). Assinou curadorias ou consultorias em mostras ou festivais realizados em João Pessoa, Natal, Recife, Belo Horizonte e São Paulo. Integrou comissões do Prêmio Shell de Teatro São Paulo, Prêmio Governador do Estado e Associação Paulista de Críticos de Arte, APCA. É membro da Associação Internacional de Críticos de Teatro, a AICT-IACT (www.aict-iatc.org), filiada à Unesco.

Crítica

Foto: Lenise Pinheiro

Paisagem em labirinto

01 de dezembro 2016 |
por Valmir Santos • São Paulo

Observador atento da realidade no ato de rebelar-se contra ela, desde a primeira hora, o Grupo Folias D’Arte estabelece em Solidão um produtivo estranhamento na sua trajetória de quase duas décadas. Aqui os conflitos sociopolíticos estão submersos nas águas maternais do obscuro. Os artistas potencializam o inconsciente e vão beber direto na fonte do boom literário latino-americano das narrativas que exprimem o realismo gravitando o maravilhoso ou o mágico. Leia mais

Reportagem

Foto: Gilson Camargo

A crítica em movimento

12 de novembro 2016 |
por Valmir Santos • São Paulo

Na contracorrente da desvalorização do pensamento crítico em boa parte das sociedades, o “Idiomas – Fórum Ibero-Americano de Crítica de Teatro” marca importante tento. Em plena Curitiba, epicentro das tramas judiciais da Lava Jato , mas também um dos corações da resistência de estudantes e professores ante as truculências estaduais e federais. Leia mais

Artigo

Foto: Pedro Isaias Lucas

Eu, Tânia Farias, pela Tribo

24 de outubro 2016 |
por Valmir Santos • São Paulo

Evocando os mortos – Poéticas da experiência é um ponto fora da curva na história da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz. A atriz e produtora Tânia Frias enfeixa o caminho da individuação artística ao avançar em procedimento inaugural para ela e para os parceiros: a desmontagem. Trata-se de uma contradição aparente, mas indicativa da maturidade do grupo de Porto Alegre: há 38 anos imbuído da prática da criação coletiva. Leia mais

Artigo

Foto: Denise Jácomo

As insurgências do presente

18 de agosto 2016 |
por Valmir Santos • São Paulo

Em Goiânia

Nestes dias e horas do “pra frente Brasil” olímpico, com atletas batendo continência nos pódios – 31% deles são oficiais das Forças Armadas –, o III Congresso Brasileiro de Teatro proporcionou um tempo e espaço diversos da onda de retrocessos sob a bandeira do “ordem e progresso” do governo interino. O encontro aconteceu em Goiânia, de quinta a domingo passados. A discussão sobre a crise política institucional e a luta por políticas públicas para as artes e a culturas não ignoraram ações propositivas na esfera da criação propriamente dita e feita. A instância poética foi levada em conta nos debates e nos documentos gerados coletivamente. Leia mais

Crítica

Foto: Leekyung Kim

Cálculo de risco

08 de agosto 2016 |
por Valmir Santos • São Paulo

Escrito por Paulo Santoro e dirigido por Eric Lenate, O teste de Turing é um espetáculo de códigos duais. Matemática e linguagem, realidade e aparência, cérebro e máquina, inteligências artificial e emocional. Assim avançam as variáveis racionais e sensíveis, como se indagassem o quão compatíveis podem soar nos campos da arte, da ciência e da filosofia. Leia mais

Resenha

Foto: Lenise Pinheiro

A presença nas fotos de Lenise Pinheiro

19 de julho 2016 |
por Valmir Santos • São Paulo

O segundo volume de Fotografia de palco absorve o campo molecular da cena. A escala das fisionomias e das materialidades recua um bocado no caráter espetacular, hegemônico no volume inicial, de 2008, e dota a nova antologia de imagens de Lenise Pinheiro de generosas doses de sinestesia. Leia mais

Entrevista

Foto: Evelson de Freitas

Os sentidos da voz interior em ‘Blanche’

20 de junho 2016 |
por Valmir Santos • São Paulo

Na noite em que completou 86 anos, em 12 de dezembro passado, Antunes Filho foi ao teatro vestindo camiseta branca. Estampava no peito palavras de Fernando Pessoa, leia-se Álvaro de Campos, em Tabacaria: “Tenho em mim todos os sonhos do mundo”. Na ocasião, já ensaiava Blanche, que entraria em cartaz dali a 103 dias. Leia mais

Desenvolvido por: Reppublica