Isso te interessa?

escrito por vals em 14 de julho de 2012 – 11:42 -

Giovana Soar e Ranieri Gonzalez na peça de Noëlle Renaude


(Publicado originalmente no site da revista Bravo!, neste julho)

Quando mil palavras valem mais

Espetáculo em São Paulo valoriza o plano da linguagem para tratar das disfunções de uma família ao longo de gerações

Uma das belezas de ser espectador de teatro nos dias de hoje é deparar com artistas que ousam subverter as estruturas do drama essencialmente no plano da linguagem, sem baratear o gênero ou apagar o prazer de acompanhar uma boa história. É o que faz Isso te interessa?, a montagem de Bon, Saint-Cloud, da francesa Noëlle Renaude, que a Companhia Brasileira de Teatro introduz no país e está em temporada no Sesc Belenzinho, em São Paulo. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Ivan e os cachorros

escrito por vals em 23 de março de 2012 – 15:23 -


O realismo sociológico pode abrigar formas libertárias, confirma Ivan e os cachorros. A narrativa sobre um garoto abandonado que sobrevive nas ruas de Moscou acolhido entre os 4 e os 6 anos por uma matilha, como noticiaram jornais russos no início da década de 1990, não fez a equipe de criação refém do sentimentalismo atávico quando se trata de assumir o ponto de vista de uma criança. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Sem pensar

escrito por vals em 19 de junho de 2011 – 23:22 -

Denise Fraga e Kiko Marques formam casal da peça

A produção de Sem pensar revela ao Brasil uma autora inglesa recém-saída da adolescência, montada em Londres no ano passado e prestes a aportar em Nova York. Mas o que a encenação faz com o que Anya Reiss propõe em sua peça (Spur of the moment) escrita aos 17 anos e na qual pinta o universo adulto com tintas corrosivas? Submete-se de forma apática, justo o diapasão que o texto discute, sem contrastar ou problematizar as questões presumidas na dramaturgia. A concepção do diretor Luiz Villaça passa um trator caricato sobre personagens já por si nos limites da estereotipia. São os pais, a filha, as amigas da filha e o rapaz que aluga um quarto na casa e ali recebe sua namorada. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Veronese, Tolcachir

escrito por vals em 21 de maio de 2011 – 10:20 -

Oscar Nuñez e María Figueras são Vânia e Sônia por Veronese

Finalmente os espectadores de São Paulo têm a chance de assistir a duas produções recentes do chamado teatro independente argentino. São criações de Daniel Veronese e Claudio Tolcachir, encenadores referenciais no teatro portenho que já circularam, um ou outro, ou ambos, por cidades como Porto Alegre, Londrina e Santos.
Adaptação de Veronese para Tio Vânia, a montagem de Espía a una mujer que se mata, de 2006, com sessões até amanhã no Sesc Belenzinho, é dos trabalhos mais emblemáticos do estilo despojado e substancioso do diretor. Em artigo publicado esta semana no portal idança.net, um balanço sobre a primeira edição do Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos, em outubro de 2010, anotei: Read more »

Subscribe to my RSS feed

Para Antônio Araújo, Ostermeier traz Ibsen ao século XXI

escrito por vals em 20 de abril de 2011 – 11:23 -

Cena de Os espectros, direção de Ostermeier que Araújo comenta

Recém-concluído o período de workshops para o novo espetáculo do Teatro da Vertigem, que investiga o universo multicultural do bairro do Bom Retiro, em São Paulo – o escritor Joca Reiner Terron se debruça sobre uma primeira versão da dramaturgia até junho -, o diretor Antônio Araújo passa este abril e parte de maio na Universidade de Amsterdã, onde ministra um curso de oito semanas sobre Performance Urbana num programa de mestrado internacional. Ele aproveita a estada na capital holandesa para ir ao teatro. No último final de semana, foi ao espaço do Toneelgroep Amsterdam para conferir o terceiro Ibsen por Ostermeier em seu currículo de espectador. Os espectros, em cartaz até o final deste mês, vem somar-se à memória de Nora (2002), a versão do diretor alemão para Casa de Bonecas, e de Hedda Gabler (2005). Read more »

Subscribe to my RSS feed

Bartolomeu em Copacabana

escrito por vals em 24 de março de 2011 – 11:43 -

Cláudia Schapira protagoniza Bartolomeu, o que será que nele deu?

O Núcleo Bartolomeu de Depoimentos faz a última semana de curta temporada no Rio de Janeiro com o espetáculo que lhe deu origem há 11 anos, Bartolomeu, o que será que nele deu?, dirigido por Georgette Fadel. O conto clássico de Hermann Melville, Bartleby,, o escriturário, serve às miradas sociológica e musical sobre o cidadão comum assalariado. As linguagens cênica e dramatúrgica foram construídas com bases na cultura negra e urbana, o hip hop à frente, a narrativa épica rap, riscando inventividade na cena. Do lendário Teatro de Arena, a gênese, no centro paulistano, ao Teatro de Arena do Espaço Sesc em Copacabana. A mesma obra defendida por Cácia Goulart e Rodrigo Gaion em 2008, com Bartleby, sob adaptação do espanhol José Sanchis Sinisterra e direção de Joaquim Goulart, foi eleita como próximo trabalho solo de Denise Stoklos, Preferiria não?, que estreia no dia 31/3 no Festival de Curitiba.

Subscribe to my RSS feed

O ator cômico no Kyôgen

escrito por vals em 25 de fevereiro de 2011 – 20:18 -

Atores da companhia japonesa Shigeyama de Teatro Kyôgen, que encena duas peças curtas em sua primeira viagem ao Brasil

Ela mesma antropofágica ao recriar técnicas antigas do teatro japonês, a atriz, diretora e pedagoga Alice K. convida para a apresentação única e gratuita da Companhia Shigeyama de Teatro Kyôgen, vinda da cidade de Kyoto, em cartaz nesse domingo, às 11h, no Teatro Gazeta, número 900 da avenida Paulista. Kyôgen significa, literalmente, “palavras insensatas”, lemos no site da Fundação Japão, responsável pelo intercâmbio. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Fenart – Carta aberta ao palhaço Pirulito

escrito por vals em 29 de maio de 2010 – 8:13 -

O palhaço Pirulito por Ismar Pompeu, da Trupe de Teatro e Circo Pirulito >> Foto: Divulgação

Prezado Pirulito, saudações cênicas,
Foi bom ver o circo contemplado na programação do Fenart. Essas artes têm muito em comum, palco e picadeiro se emendam. E sua Trupe de Teatro e Circo Pirulito indica beber dessa tradição. Pena que o espetáculo Um, dois, três… conto outra vez não faz jus ao conceito de pesquisa que vocês anunciam no final. Pesquisa, com “P”, não daria em apresentação tão mediana e gratuita em algumas soluções, como a de cuspir água sobre mãe com criança no colo. À figura do palhaço não cabe regras, esse homem-bomba do riso, como diria Hugo Possolo, o Tililingo dos Parlapatões, Patifes & Paspalhões. Mas bom senso na relação com o público mirim é o mínimo que se espera do artista. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Mungunzá e Baskerville no circo da vida de Aglaja

escrito por vals em 18 de maio de 2010 – 18:32 -

Companhia Mungunzá de Teatro

A atriz Sandra Modesto em Por que a criança cozinha na polenta, direção de Nelson Baskerville para romance homônimo da romena Aglaja Veteranyi, com a Companhia Mungunzá Foto: Gabriel Kassrik


Em setembro de 2009, durante o Festivale, o Festival de Teatro do Vale do Paraíba, em São José dos Campos, escrevi uma crítica sobre Por que a menina cozinha na polenta, um espetáculo da Companhia Mungunzá de Teatro, de São Paulo, adaptado e dirigido pelo ator Nelson Baskerville.

Já assistira à montagem na primeira temporada em São Paulo, meses antes, no Teatro da Memória, e sai perturbado, no bom sentido, pela qualidade da investigação do projeto e por ser apresentado à história de cunho autobiográfico da romena Aglaja Veteranyi, filha de artistas de circo, poeta, professora de artes cênicas imigrante na Suíça e que pôs fim à vida em 2002, um ano depois do romance vir a público.

Retomo a crítica na sessão contracena por conta da nova temporada às terças-feiras no Espaço parlapatões (últimas sessões hoje e dia 25, sempre 21h). Read more »

Subscribe to my RSS feed

Centro Cultural São Paulo fica oito semanas sem teatro

escrito por vals em 14 de maio de 2010 – 10:57 -

O site do Centro Cultural São Paulo é direto: “Este mês não há programação de teatro”. Tomei um susto: maio todo sem teatro. E mais três semanas de junho sem espetáculos. O próximo está previsto para o dia 25 do mês que vem, uma reestreia, Determinadas pessoas – Weigel, monólogo com Esther Góes.


A razão oficial seria a ocupação das salas e espaços não convencionais com a extensa programação das Semanas de dança – diálogos, de 28 de abril a 20 de junho, projeto que a instituição articula de maneira ousada entre e com os artistas.


Mas, e a arte da convivência? Por que as atividades de uma área anulam as de outra?


Inacreditável que um dos principais equipamentos da cidade lime a agenda teatral por período tão longo.


Oito semanas sem nenhuma montagem no CCSP, uma das plateias mais diversas e assíduas da cidade. Um apagão cultural.

Subscribe to my RSS feed

A Medéia ventaneira de Suzano

escrito por vals em 7 de maio de 2010 – 11:14 -

Atriz do Grupo Contadores de Mentira em Curra - temperos sobre Medéia >> Foto: Vanderley Costa

Em maio de 2009, escrevi a pensata abaixo sobre o trabalho do Grupo Contadores de Mentira, de Suzano, região leste da Grande São Paulo. É onde iniciei profissionalmente no jornalismo, em 1989, três meses na redação do Diário de Suzano cobrindo o noticiário geral da cidade – e depois aportei n’O Diário de Mogi.
O produtor e ator Cleiton Pereira é um dos criadores a levantar vento forte nesse território que, finalmente, conta nos últimos anos com uma política pública mínima para a arte e a cultura. Vide o galpão destinado aos coletivos que floresceram após as edições da Mostra de Referências Teatrais. O encontro vai para a sexta etapa em 2010 e desde sempre incorpora grupos importantes da capital paulista e de outros cantos do Brasil, inquietando novos artistas e espectadores.
Nesta semana, o Contadores de Mentira chega para quatro sábados de maio (8, 15, 22 e 29) na sede da Companhia do Feijão com o espetáculo Curra – temperos sobre Medéia, sob direção e dramaturgia de Pereira. O espaço fica na Rua Teodoro Baima, 68, região da Praça da República. Sessões sempre às 21h. Ingressos de R$ 5,00 a R$ 15,00. Mais informações, telefone 11 3259-9086.
Read more »

Subscribe to my RSS feed

Dançando com as sombras – o filme Hanami

escrito por vals em 20 de março de 2010 – 16:02 -

Há um belo filme em cartaz em salas paulistanas, Hanami – cerejeiras em flor, uma produção franco-alemã de 2008 transbordante em sentidos sobre as artes cênicas e a vida de quem é conduzido ou se deixa conduzir por elas. Read more »

Subscribe to my RSS feed