Mungunzá e Baskerville no circo da vida de Aglaja

escrito por vals em 18 de maio de 2010 – 18:32 -

Companhia Mungunzá de Teatro

A atriz Sandra Modesto em Por que a criança cozinha na polenta, direção de Nelson Baskerville para romance homônimo da romena Aglaja Veteranyi, com a Companhia Mungunzá Foto: Gabriel Kassrik


Em setembro de 2009, durante o Festivale, o Festival de Teatro do Vale do Paraíba, em São José dos Campos, escrevi uma crítica sobre Por que a menina cozinha na polenta, um espetáculo da Companhia Mungunzá de Teatro, de São Paulo, adaptado e dirigido pelo ator Nelson Baskerville.

Já assistira à montagem na primeira temporada em São Paulo, meses antes, no Teatro da Memória, e sai perturbado, no bom sentido, pela qualidade da investigação do projeto e por ser apresentado à história de cunho autobiográfico da romena Aglaja Veteranyi, filha de artistas de circo, poeta, professora de artes cênicas imigrante na Suíça e que pôs fim à vida em 2002, um ano depois do romance vir a público.

Retomo a crítica na sessão contracena por conta da nova temporada às terças-feiras no Espaço parlapatões (últimas sessões hoje e dia 25, sempre 21h). Read more »

Subscribe to my RSS feed

Centro Cultural São Paulo fica oito semanas sem teatro

escrito por vals em 14 de maio de 2010 – 10:57 -

O site do Centro Cultural São Paulo é direto: “Este mês não há programação de teatro”. Tomei um susto: maio todo sem teatro. E mais três semanas de junho sem espetáculos. O próximo está previsto para o dia 25 do mês que vem, uma reestreia, Determinadas pessoas – Weigel, monólogo com Esther Góes.


A razão oficial seria a ocupação das salas e espaços não convencionais com a extensa programação das Semanas de dança – diálogos, de 28 de abril a 20 de junho, projeto que a instituição articula de maneira ousada entre e com os artistas.


Mas, e a arte da convivência? Por que as atividades de uma área anulam as de outra?


Inacreditável que um dos principais equipamentos da cidade lime a agenda teatral por período tão longo.


Oito semanas sem nenhuma montagem no CCSP, uma das plateias mais diversas e assíduas da cidade. Um apagão cultural.

Subscribe to my RSS feed

A Medéia ventaneira de Suzano

escrito por vals em 7 de maio de 2010 – 11:14 -

Atriz do Grupo Contadores de Mentira em Curra - temperos sobre Medéia >> Foto: Vanderley Costa

Em maio de 2009, escrevi a pensata abaixo sobre o trabalho do Grupo Contadores de Mentira, de Suzano, região leste da Grande São Paulo. É onde iniciei profissionalmente no jornalismo, em 1989, três meses na redação do Diário de Suzano cobrindo o noticiário geral da cidade – e depois aportei n’O Diário de Mogi.
O produtor e ator Cleiton Pereira é um dos criadores a levantar vento forte nesse território que, finalmente, conta nos últimos anos com uma política pública mínima para a arte e a cultura. Vide o galpão destinado aos coletivos que floresceram após as edições da Mostra de Referências Teatrais. O encontro vai para a sexta etapa em 2010 e desde sempre incorpora grupos importantes da capital paulista e de outros cantos do Brasil, inquietando novos artistas e espectadores.
Nesta semana, o Contadores de Mentira chega para quatro sábados de maio (8, 15, 22 e 29) na sede da Companhia do Feijão com o espetáculo Curra – temperos sobre Medéia, sob direção e dramaturgia de Pereira. O espaço fica na Rua Teodoro Baima, 68, região da Praça da República. Sessões sempre às 21h. Ingressos de R$ 5,00 a R$ 15,00. Mais informações, telefone 11 3259-9086.
Read more »

Subscribe to my RSS feed