Mãe coragem e seus filhos, Berliner Ensemble

escrito por vals em 5 de setembro de 2012 – 22:49 -

A atriz Carmen-Maja Antoni, no papel-título


Os vínculos umbilicais em Mãe coragem e seus filhos fazem da peça escrita em 1939 um exemplo bem-acabado de como Bertolt Brecht trata a emoção sem necessariamente esterilizá-la em busca da perspectiva crítica do espectador. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Poa em Cena – Agreste Malvarosa

escrito por vals em 31 de outubro de 2011 – 9:48 -

Millene Ramalho (esq.) e Rosana Barros

O espetáculo Agreste malvarosa não só recupera o subtítulo que Newton Moreno guardava entre parênteses na peça original, de 2001, como traz duas atrizes no papel do casal que está no olho da narrativa. Eis os exemplos, para começar, de contraposição e dialogismo em relação à premiada montagem de Marcio Aurelio para o mesmo texto, em 2004, com atuações de Joca Andreazza e Paulo Marcello, trio da Companhia Razões Inversas. A recente concepção de Ana Teixeira e Stephane Brodt, em projeto paralelo à Companhia Amok Teatro, também sublinha a linguagem como suporte absoluto da cena, em todos os sentidos, sem ceder a tentações que chapariam o texto no registro da cultura popular, o escapismo regionalista do qual essa dramaturgia bebe, mas não se embriaga.

Idealizadora da produção carioca, a atriz Millene Ramalho compõe com Rosana Barros uma dupla convincente, técnica e poeticamente, no trânsito por Etevaldo e Maria – o amor incondicional desses seres “tímidos como caramujo” – e aqueles que gravitam ao redor do casal e vão se espantar justo após a morte do “marido”, fixados no órgão genital dele ou, melhor, na sua ausência. A sexualidade é o pomo da discórdia. Tanto Aurelio quanto Teixeira e Brodt relativizam essa questão de gênero ao lançar mão de intérpretes masculinos e femininos e conferir dimensão humanista aos protagonistas. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Poa em Cena – 9 mentiras sobre a verdade

escrito por vals em 30 de setembro de 2011 – 15:14 -

Vanise Carneiro é Lara, vislumbrada pelo cinema

Para tantos universos femininos que o teatro vasculha desde sempre, buscando traduzir, por exemplo, as páginas de uma Clarice Lispector ou de uma Hilda Hilst, fontes altaneiras, o monólogo 9 mentiras sobre a verdade arranja-se bem nas inversões de expectativas. É teatro apropriando-se sutilmente da linguagem do cinema não para narrar em projeções, mas configurar imagens que as palavras dizem ou que os poucos adereços e objetos vintage deixam entrever no palco.

Tempo, espaço e memória surgem dilatados na cabeça de Lara por meio de suas “anotações mentais”, como gosta de pontuar. A personagem interpretada por Vanise Carneiro se quer atriz com relativo prestígio nos estúdios. Às voltas com seus botões, põe-se a filosofar sobre feridas menos evidentes. Funde o relato que se presume pessoal com a ficção extraída dos filmes dos quais participou ou gostaria de ter protagonizado. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Poa em Cena – A história do homem que ouve Mozart e da moça do lado que escuta o homem

escrito por vals em 27 de setembro de 2011 – 18:56 -

Adriana Zattar, da Companhia Espaço Cênico

Dois seres ilhados aos poucos se tocam em suas memórias e deslocamentos no tempo e no espaço. Cenas envoltas na penumbra reforçam uma experiência mais auditiva que visual, como dão fé os verbos no nome do espetáculo. A história do homem que ouve Mozart e da moça do lado que escuta o homem constrói um campo sensório em que o espectador está ao alcance da mão estendida do intérprete. O tato, porém, importa menos que a atenção consciente e clandestina diante de sentidos outros na cohabitação proposta pelos criadores da Companhia Espaço Cênico.
O ponto de partida, sincrônico ou ao acaso, é o encontro dos personagens que nunca se viram – assim como quando artistas e público se descobrem numa noite. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Poa em Cena – Histórias de amor líquido

escrito por vals em 24 de setembro de 2011 – 10:02 -

Ana Kutner contracena com holografia

Parte da equipe e das escolhas formais de Um navio no espaço ou Ana Cristina César, apresentado no festival em 2010, está presente na produção do Rio cujo título ratifica a influência do sociólogo e ensaísta polonês Zygmunt Bauman e seu livro Amor líquido: sobre a fragilidade dos laços humanos (2003).
A direção de Paulo José se deixa levar pragmaticamente pelos recursos audiovisuais que em raros momentos atingem a dimensão poética dominante na montagem anterior. As projeções ajudam a compor o espaço cenográfico (parede, janela, ponte). Ganham status, inclusive, de personagens holográficos contracenando com atores ao vivo. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Poa em cena – Dentro da noite

escrito por vals em 21 de setembro de 2011 – 18:23 -

Alvisi no primeiro conto de João do Rio que dá título ao espetáculo

Na adaptação teatral de dois textos do cronista João do Rio (1881-1921), a assinatura de Ney Matogrosso na direção e na cocriação do desenho de luz não é protocolar. A experiência como ator no início da carreira, seu extraordinário desempenho de palco como cantor, há mais de 40 décadas, são credenciais para a parceria com Marcus Alvisi em Dentro da noite. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Poa em Cena – Amar

escrito por vals em 18 de setembro de 2011 – 17:02 -

Atrizes de Amar, texto e direção do argentino CatalánO título é Amar, mas os sentidos que o verbo revela o autor e diretor Alejandro Catalán prefere ocultar. Mergulhado o tempo todo em penumbra, o espetáculo escapa desesperadamente à armadilha dos códigos sentimentais para sustentar-se nas tramas da linguagem. O ator é veículo absoluto na operação de luz rarefeita, na presença oculta jogada às claras com o espectador, na manipulação artesanal ainda dos objetos, adereços e do som. Expor os procedimentos confere uma noção totalizadora ao encontro ao vivo, sublima distanciamento ao público.
Três homens, três mulheres, três casais. Seus históricos afetivos são fragmentados durante o encontro noturno, jornada de uma festa num balneário com direito a pista de dança, jardim, praia logo adiante. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Porto Alegre em Cena

escrito por vals em 14 de setembro de 2011 – 14:22 -

Atores argentinos dirigidos por Alejandro Catalán em Amar

Estou na capital gaúcha, 18ª edição do festival. Medio os Encontros para o Espectador Crítico, atividade lançada no ano passado. A triangulação presencial criador/crítico/espectador é inspirada em debates com o mesmo espírito daqueles realizados em Buenos Aires, Santiago, Avignon. Abrimos com Amar, do argentino Alejandro Catalán, e Viúvas – performance sobre a ausência, da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz. As conversas seguem até a próxima semana. Leia a programação completa aqui, no botão debates.

Serão 21 dias de evento. Estamos na metade da jornada, testemunhando dias de céu anil e noites de lua cheia para criações de Alain Platel e les ballets c de la b, de Bob Wilson, de Peter Brook, de Emilio García Wehb, de Felipe Hirsch, entre outros, para não falar de shows com Cida Moreira, Estrella Morente, Marianne Faithfull, Philip Glass… Vai até dia 23.

Subscribe to my RSS feed

Paulo José e o ciclo “O espectador crítico”

escrito por vals em 14 de setembro de 2010 – 1:31 -

O ator Paulo José em cena de Um navio no espaço, que abriu o ciclo O espectador crítico no Poa em Cena - foto: Walter Carvalho

Ontem à tarde, aqui em Porto Alegre, iniciamos o ciclo O espectador crítico no charmoso Café Bertoldo, o bar possivelmente mais brechtiano de Porto Alegre, na Casa do Teatro tocada por Zé Adão Barbosa. O diretor e ator Paulo José e o poeta e jornalista Fabrício Carpinejar, dois gaúchos, refletimos sobre Um navio no espaço ou Ana Cristina César, que faz última sessão nesta terça-feira na programação do 17º Porto Alegre em Cena. O aspecto mais dissonante foi quanto ao ponto de vista do espetáculo que indaga incisivamente sobre o porquê de a poeta e escritora ter cometido suicídio aos 31 anos, em 1983. Carpinejar e eu concordamos que essa questão “desvirtua” da elegia que o trabalho presta à autora de Aos teus pés. Read more »

Subscribe to my RSS feed