Prévias de Santiago

escrito por vals em 13 de janeiro de 2011 – 1:28 -

Atores da produção austríaca Protegerse del futuro, encenação do suíço Christoph Marthaler, destaque do Santiago a Mil - foto: Divulgação

Por aqui, no Festival Internacional de Teatro Santiago a Mil, tento conhecer a cidade que visito pela primeira vez e, é claro, conciliar a programação de espetáculos e atividades reflexivas e formativas nos encontros da Escuela de Espectadores e nas Conversaciones Teatrales. Tais eventos contam com as presenças de criadores, críticos, pesquisadores ou produtores. E sempre são abertos ao público em geral. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Ileana e Miguel

escrito por vals em 4 de dezembro de 2010 – 16:36 -

Ileana Diéguez, pesquisadora da Universidad Autónoma Metropolitana, no México, que esteve em Porto Alegre - foto: UAM/Divulgação


Miguel Rubio Zapata, diretor e dramaturgo cofundador do Grupo Cultural Yuyachkani, do Peru - foto: Diego Rojas

Ela nasceu em Cuba e vive no México. Ele, nasceu e vive no Peru. Iliena Diéguez trilhou as artes cênicas pela perspectiva da investigação acadêmica em diálogo permanente e direto com os criadores. Miguel Rubio Zapata mirou a prática e a pesquisa em criação elegendo pontos de contato com a reflexão desde dentro. Os cinco dias de convivência com eles em Porto Alegre permitiram-me testemunhar seus discursos e atitudes para com o teatro. Uma amizade de décadas que tem interseção com o Grupo Cultural Yuyachkani, do qual o diretor e dramaturgo Miguel é cofundador e Ileana, sua interlocutora privilegiada e provocadora nas últimas décadas. Os artistas da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz fizeram a ponte e sobre ela atravessamos a jornada do seminário que friccionou teatro, performance e política. Ileana será traduzida no Brasil, no início de 2011, com Cenários liminares. teatralidade, performance e política (editora UFBA, por Luis Alberto Alonso e Angela Reis). Miguel finaliza um livro de entrevistas e anotações que nortearam sua convivência com mestres da cena latino-americana, como o colombiano Enrique Buanaventura, o uruguaio Atahualpa del Cioppo e Antunes Filho, com quem foi uma espécie de observador participativo de uma oficina do diretor brasileiro num dos encontros da Escuela Internacional de Teatro de America Latina y el Caribe (EITALC). Ileana voou ontem à noite de volta para casa. Na madrugada de hoje, prestes a embarcar também, Miguel circulava no aeroporto carregando nas mãos um chapéu branco elegante, à maneira dos panamás, cujo trançado artesão em material sintético o levou a comprar a fim de experimentar no figurino de uma das atrizes numa das cenas de El último ensaio, no repertório desde 2008, na passagem em que ela interpreta uma diva do canto lírico inspirada na peruana Yma Sumac. Prova de que o espetáculo nunca acaba, contrariando seu caráter efêmero, reinventado a cada sessão com solitude e cumplicidade raras como as acima.

Subscribe to my RSS feed

Bahia junta Odin Teatret, Yuyachkani e Lume

escrito por vals em 12 de setembro de 2010 – 11:12 -

Atores do Grupo Cultural Yuyachkani em Los musicos ambulantes durante apresentação em Lima, em 2009, e agora no III Filte - foto: Diego Rojas

Em sua terceira edição, o Festival Latino-Americano de Teatro da Bahia, o Filte, consegue a proeza de juntar em Salvador os grupos Odin Teatret, da Dinamarca, 46 anos, o Yuyachkani, do Peru, 39 anos, e o Lume, de Campinas, 25 anos. São espetáculos, cursos, demonstrações de trabalho, conferência, lançamento de livro, enfim, um elogio ao teatro de pesquisa e ao modo de criação em grupo – de 9 a 19 de setembro. Particularmente, o Yuyachkani, do diretor Miguel Rubio Zapata, apresenta repertório com seis espetáculos, entre eles Los musicos ambulantes (1983) e Con-cierto olvido (2010), no que já configura homenagem aos 40 anos do coletivo a serem completados em 2011. Read more »

Subscribe to my RSS feed

Cosmogonia peruana

escrito por vals em 7 de setembro de 2010 – 13:15 -

A vitrine que aborda o homem andino em Hecho en el Perú, do Grupo Cultural Yuyachkani - foto: Diana Taylor

Aos 40 anos, a serem completados em 2011, o Grupo Cultural Yuyachkani prima por desbravar novos suportes e formas nutrindo-se de sua memória, ou seja, do próprio eixo constitutivo de sua linguagem e de sua convicção ideológica que o distingue profundamente na paisagem teatral da América do Sul. Assistir aos seus espetáculos é, a um só tempo, percorrer a biografia do núcleo e do país. Os seis nichos da instalação Hecho en Perú – vitrinas para un museo de la memória alinham a certidão de nascimento aos sulcos da palma das mãos nas quais se lê os calos do passado e se espreita o futuro. Read more »

Subscribe to my RSS feed