Menu

Publicações com a tag:

“Grupo Galpão"

Assine nossa newsletter

Publicações com a tag:

“Grupo Galpão"

Crítica Militante

O Grupo Galpão nasceu numa mesa de bar. Nós, espetáculo com direção de Marcio Abreu em cartaz em São Paulo após temporada no Rio e em Belo Horizonte retoma a essência desse encontro ocorrido há 34 anos. Leia mais

Reportagem

Em entrevista a Zero Hora em 2014, quando a Cia. Luna Lunera apresentou quatro espetáculos no Festival Palco Giratório Sesc/POA, o ator e diretor do grupo, Odilon Esteves, louvou a importância dos conterrâneos do Grupo Galpão como uma presença aglutinadora da cena mineira, criando um ambiente de colaboração em que todos os coletivos puderam crescer juntos. Leia mais

Reportagem

Pródigo no registro e narrativa de sua história, sobretudo nas últimas duas décadas, o Grupo Galpão vem da Belo Horizonte natal para protagonizar em São Paulo, no Itaú Cultural, na noite de quinta-feira, 30, o lançamento de uma coleção de livros com dez volumes, outros dois livros avulsos, um box duplo de DVD e um CD, além de promover a exibição do trecho de um documentário que produziu. A concentração de fôlego é paradigmática do pensamento, da prática e do desejo de compartilhar 32 anos de memória. Razão para celebrar ainda os 17 anos de seu braço para ações culturais e artísticas, o Centro Cultural Galpão Cine Horto, localizado na mesma rua da sede do grupo, a Pitangui, no Horto, bairro da zona leste na capital mineira. Leia mais

Reportagem

Em meio a tantas companhias que acenam com o discurso da busca por uma estética própria, é raro que um grupo como o Luna Lunera admita que cada espetáculo tem uma linguagem diferente. Criado há 13 anos, o coletivo mineiro apresenta quatro de suas seis peças no 9º Festival Palco Giratório Sesc/POA a partir desta quarta-feira (14/5), com Nesta data querida. Na quinta, será a vez de Aqueles dois. Depois, vêm Prazer (sábado e domingo) e Cortiços (20/5). Todas as sessões serão às 19h no Teatro Sesc Centro. Leia mais

Artigo

A filosofia dos grupos

5.5.2014  |  por Valmir Santos

As artes cênicas são, por natureza, gregárias. Sincronizam a respiração no ato ao vivo entre os artistas que ocupam palco, galpão, picadeiro ou espaço público e os espectadores instigados a embarcar nessa nau milenar. Nas tradições orientais e ocidentais, uma das bases da convivência no teatro e na dança diz respeito ao caráter coletivo por trás de cada criação. Em um monólogo dramático ou em um solo coreográfico haverá sempre a interlocução direta ou indireta de uma equipe ancorando as palavras, os gestos, os silêncios e as variantes sensoriais no coração da cena. Leia mais

Reportagem

Há 450 anos, São Paulo era uma missão jesuítica com pouco mais de cem habitantes. Não havia luz elétrica ou carros. A imprensa acabara de ser inventada na Europa. E a Inquisição da igreja Católica ainda vigorava para condenar os hereges. Leia mais

Reportagem

A escolha do Brasil como convidado de honra para o Festival Iberoamericano de Teatro de Bogotá é mais que uma homenagem localizada. Primeiro vizinho sul-americano a receber tal lugar de destaque dentro do evento internacional, o País vive um momento de frutífera produção na área e assume uma postura mais agressiva no que diz respeito à conquista de mercados para as artes cênicas. Leia mais