Menu

Publicações com a tag:

“Os dois e aquele muro”

Crítica

Foto: Bob Sousa

Em vez do abandono de si, a pulsão resiliente

24 de junho 2016 |
por Ferdinando Martins • São Paulo

Um dos traços peculiares das artes contemporâneas é o embaralhamento dos registros ficcional e autobiográfico, criando formas múltiplas e híbridas nas quais o relato pessoal converte-se em obra. Buscar a confusão e o desnorteamento do receptor tornou-se um traço estilístico que gera zonas de indeterminação potentes e positivas, abrindo brechas para a emergência da subjetividade do espectador em uma participação compulsória na qual o resultado nunca está pré-definido.

Essa característica, porém, traz o risco do processo ratificar generalizações e ideias equivocadas. Isso acontece, muitas vezes, com o legado do escritor gaúcho Caio Fernando Abreu (1948-1996). Leia mais

Desenvolvido por: Reppublica