Menu

Publicações com a tag:

“Sérgio Roveri”

Crítica

Foto: Lenise Pinheiro

Paisagem em labirinto

01 de dezembro 2016 |
por Valmir Santos • São Paulo

Observador atento da realidade no ato de rebelar-se contra ela, desde a primeira hora, o Grupo Folias d’Arte estabelece em Solidão um produtivo estranhamento na sua trajetória de quase duas décadas. Aqui os conflitos sociopolíticos estão submersos nas águas maternais do obscuro. Os artistas potencializam o inconsciente e vão beber direto na fonte do boom literário latino-americano das narrativas que exprimem o realismo gravitando o maravilhoso ou o mágico. Leia mais

Crítica

Foto: Lenise Pinheiro

Estranho fruto

01 de dezembro 2016 |
por Patricia Freitas • Santos/São Paulo

Solidão, novo espetáculo do grupo paulistano Folias d’Arte, parece desnortear o espectador em suas inúmeras e intensas fragmentações e deslocamentos, tornando inclusive o exercício de síntese da obra algo quase que impossível. Curiosamente, é nessa esteira do impossível tornado possível – caracterizado por muitos como “realismo mágico” – que se move a materialidade cênica do espetáculo, impelida a desafiar e transpor ao palco a forma amorfa do maior romance do colombiano Gabriel García Márquez, Cem anos de solidão. Leia mais

Reportagem

Foto: Eduardo Camargo

Fátima Ortiz protagoniza peça de Sérgio Roveri

03 de março 2015 |
por Helena Carnieri • Curitiba

Fátima Ortiz deve ser uma pessoa que controla muito bem a ansiedade – característica desejável para uma atriz. Aos 43 anos de carreira, ela deixou a negociação sobre a participação de sua próxima estreia, que ocorre durante o Festival de Teatro, nas mãos da equipe de sua empresa, Pé no Palco. Só soube da inserção de Ensaio para um adeus inesperado como único exemplar curitibano na mostra oficial pela Gazeta do Povo, em matéria do dia 8 de fevereiro. “Quiseram me fazer uma surpresa”, contou à reportagem durante um ensaio. Leia mais

Reportagem

Foto: Guilherme C.

Projeto ‘3 X Roveri’ é aula prática sobre teatro

19 de maio 2014 |
por Gabriela Mellão • São Paulo

A raiz é a mesma, mas dá origem a espécies teatrais de naturezas distintas. A peça de Sérgio Roveri Os que vêm com a maré está em cartaz em três encenações diferentes, realizadas por Maria Alice Vergueiro, do Grupo Pandega, Fernando Neves, da cia. Os Fofos Encenam; e Rodolfo García Vázquez, diretor dos Satyros, coletivo idealizador deste projeto intitulado 3XRoveri. Leia mais

Reportagem

Foto: Marcelo Hein

Vozes de ‘Opus 12’ encaram o incomunicável

11 de fevereiro 2014 |
por Maria Eugênia de Menezes • São Paulo

A incomunicabilidade tornou-se tema recorrente no teatro contemporâneo. Opus para 12 vozes humanas, nova peça do dramaturgo Sérgio Roveri, segue a corrente e mergulha nessa problemática. Também investiga a incapacidade de se relacionar com um interlocutor nos dias que correm. Mas o faz de maneira peculiar. “Não adiantaria comunicar a incomunicabilidade. Era preciso criar uma obra que fosse, em essência, incomunicável”, comenta o diretor, José Roberto Jardim. Leia mais

Desenvolvido por: Reppublica