Menu

Publicações com a tag:

“Wajdi Mouawad”

Crítica

Foto: Pascal Victor/ArtComArt

Deuses e homens diante do abismo

31 de maio 2016 |
por Gabriela Mellão • São Paulo

Em Paris

E a deusa Afrodite desce dos saltos da imortalidade à procura de amor.  Busca um amor de natureza bastante particular. O que a move é a atração pelo desprezível, pela sujeira, pela indiferença. Em Phèdre(s), mais recente incursão teatral do encenador polonês Krzyszstof Warlikowski, a deusa opta por encarnar-se mulher, (des)humanizando-se na pele de Fedra. Leia mais

Crítica

Foto: Mika Makino

Unanimidade passou ao largo em 2014

24 de dezembro 2014 |
por Maria Eugênia de Menezes • São Paulo

Natural que, ao longo do ano, as opiniões sobre o que houve de marcante passem a convergir em direção a um número reduzido de obras. Chegado o tempo de olhar para trás e refletir, alguns títulos chamam inevitavelmente a atenção e outros, mesmo que tenham causado impacto no momento, terminam relegados a certo esquecimento. Costuma ser assim. Mas 2014 tem algo de atípico. Ao menos na cena teatral. São raras – se não inexistentes – as unanimidades. Os debates da crítica especializada menos apaixonados. Leia mais

Crítica

Foto: Leo Aversa

‘Incêndios’ transporta tragédia aos nossos dias

07 de outubro 2014 |
por Maria Eugênia de Menezes • São Paulo

Levar a vida é preciso: aproveitar o momento, não se preocupar muito porque tudo passa rapidamente. Eis a receita do homem contemporâneo para escapar do trágico. Incêndios, espetáculo do autor libanês Wajdi Mouawad protagonizado por Marieta Severo, vem demonstrar quão tolo – ou inútil – pode resultar esse estratagema do nosso tempo. Da tragédia não se escapa. O terrível não respeita nossos planos, não se curva às nossas conveniências. Não existe consolo, esse artista parece nos dizer. Mas existe o afeto. Leia mais

Reportagem

Foto: Leo Aversa

‘Incêndios’ toca em guerras civis e consanguíneas

21 de março 2014 |
por Michele Rolim • Porto Alegre

Há verdades que não podem ser reveladas, elas precisam ser descobertas. A frase, presente na trama Incêndios, sintetiza de forma contundente o que está por vir. Muitos já conhecem o desfecho surpreendente e devastador da história, pois foi transformada em filme – com direção do canadense Denis Villeneuve e indicado ao Oscar de título estrangeiro em 2011. Leia mais

Desenvolvido por: Reppublica