Menu

Folha de S.Paulo

Diretor faz uma visita ao passado com adaptação de Nikolai Gógol

22.8.2006  |  por Valmir Santos

São Paulo, terça-feira, 22 de agosto de 2006

TEATRO

“Proprietários à Moda Antiga” faz parte de projeto sobre o teatro da Rússia
 

VALMIR SANTOS
Da Reportagem Local 

Da nova geração de diretores de teatro em Moscou, Mindáugas Karbáuskis, 34, traz ao Brasil a adaptação de um conto de Nikolai Gógol (1809-1852) em que jovens interpretam personagens mais velhos. 

Em “Proprietários à Moda Antiga” (2001), espetáculo que faz temporada de hoje a quinta-feira no Sesc Santana, um patrão idoso é humilhado pelos criados após a morte de sua mulher -eles se amavam muito e viviam tranqüilamente numa casa na aldeia. Certo dia, ela “retorna” para resgatá-lo. 

Karbáuskis fala em tentativa de revisitar o passado. “Não sob a perspectiva da política, do socialismo, mas com um olhar atencioso sobre a vida humana, o drama íntimo das pessoas.” 

Felicidade ilusória
Em sua leitura de Gógol, a intenção é tirar as camadas sentimentalistas da relação do casal e acentuar que toda felicidade é ilusória, dadas as agruras do viúvo diante da perversidade dos empregados. 

O casal protagonista é vivido por Aleksandr Semtchev e Polina Medvêdeva. O espetáculo passou pelo Rio de Janeiro no final de semana. 

Trata-se da terceira atração do projeto Estação de Teatro Russo – Brasil 2006. Em setembro, vêm “O Capote”, também baseado em conto de Gógol, com o Teatro Sovremênnik de Moscou, em cooperação com o Centro Teatral Vsévolod Meyerhold, sob direção de Valéri Fókin, e “K.I. Crime e Castigo”, inspirado em capítulo da obra de Dostoiévski, encenação de Kama Ginkas. 

O projeto com as cinco peças é realizado por Funarte, ministérios da Cultura do Brasil e da Rússia, Festival Internacional de Teatro Tchecov e Sesc-SP.



Proprietários à moda antiga 
Onde: Sesc Santana – teatro (av. Luiz Dumont Villares, 579, tel. 0/xx/11/ 6971-8700 
Quando: de hoje a qui., às 21h 
Quanto: R$ 10
 

Jornalista e crítico fundador do site Teatrojornal – Leituras de Cena, em 2010. Escreveu em publicações como Folha de S.Paulo, Valor Econômico, Bravo! e O Diário, de Mogi das Cruzes. Autor de livros ou capítulos no campo teatral. Colaborador em curadorias ou consultorias para mostras, festivais ou enciclopédias. Doutorando em artes cênicas pela Universidade de São Paulo, onde cursou mestrado na mesma área.

Relacionados