Menu

Assine nossa newsletter

Nota

‘Oleanna’ dá partida a projetos ligados a David Mamet

13.2.2014  |  por Daniel Schenker

Célebre texto de David Mamet, Oleanna ganhará o palco no dia de 15 de março, no Teatro Glaucio Gill, no Rio de Janeiro, em encenação de Gustavo Paso. A peça, traduzida por Marcos Daud, é centrada no embate, cada vez mais passional, entre um professor e uma aluna. No papel da aluna, Luciana Fávero; no do(a) professor(a) se revezarão Marcos Breda e Miwa Yanagizawa. Vale dizer que este recurso foi empregado, nos últimos tempos, na bem-sucedida montagem de (Des)conhecidos, capitaneada por Igor Angelkorte, que enfocava um relacionamento a partir de perspectivas hetero e homossexual.

Oleanna – transportado para o cinema pelo próprio dramaturgo (em versão com William H. Macy e Debra Eisenstadt) – colocará o público carioca em contato com a obra de Mamet, proximidade favorecida pela leitura dramatizada de quatro peças do autor americano, entre elas O sucesso a qualquer preço (que desembarcará em São Paulo em espetáculo de Alexandre Reinecke) e Edmond, além de um ciclo de debates.

Diretor da Cia. Teatro Epigenia, que vem dedicando atenção à dramaturgia brasileira (a julgar pelas montagens de Ariano, mergulho no universo de Ariano Suassuna, Alzira power, de Antonio Bivar, e O túnel, de Dias Gomes) e se encontra atualmente à frente da ocupação do Teatro Glaucio Gill, Paso também assinará a cenografia (em parceria com Teca Fichinski, responsável ainda pelos figurinos) de Oleanna.

Daniel Schenker

Quer receber mais artigos como este? Então deixe seu e-mail:

Relacionados