Menu

Publicações com a tag:

“Marcos Daud"

Assine nossa newsletter

Publicações com a tag:

“Marcos Daud"

Crítica

Uma das primeiras experiências presenciais no país após sete meses de recolhimento da produção teatral, Protocolo Volpone, um clássico em tempos pandêmicos tem na sua proximidade física distanciada a melhor tradução para o gesto da Companhia Bendita Trupe de dotar a farsa do início do século XVII de efeitos imunizantes ante a funesta realidade da qual o trabalho emerge. A supervalorização mórbida de si, pelo agiota endinheirado do título, imprimiu tons mais tétricos à comédia ao refletir o estado de morte à brasileira nas falhas governamentais no enfrentamento ao novo coronavírus.

Leia mais

Artigo

São muitas as peculiaridades deste Repertório [em cartaz no Sesc Vila Mariana, São Paulo, de 5/11/2015 a 30/1/2016]. Ele combina um clássico constante nos palcos brasileiros a outro raramente montado entre nós. Atores de diferentes gerações e estilos desdobram-se em múltiplos papeis. Jogo de cintura que também é exigido do diretor Ron Daniels e seus colaboradores. Leia mais

Reportagem

A dramaturgia cortante do norte-americano David Mamet volta aos palcos brasileiros em duas montagens, ciclo de leituras e debate. Boa parte das iniciativas está a cargo do diretor Gustavo Paso que apresenta, no Rio de Janeiro, a encenação de Oleanna até abril. Emoldurando o espetáculo, Paso planeja leituras de textos de Mamet. As peças ainda não estão totalmente confirmadas, mas é provável que o público carioca seja brindado com as leituras dramatizadas de O sucesso a qualquer preço e da recente Race. E haverá um debate sobre a trajetória de Mamet com as presenças de Paso, do tradutor Marcos Daud e do repórter e crítico de cinema Rodrigo Fonseca. Já em São Paulo, Alexandre Reinecke assinará, a partir de agosto ou setembro, montagem do citado O sucesso a qualquer preço, com Norival Rizzo e Thiago Fragoso no elenco.
Leia mais

Nota

Célebre texto de David Mamet, Oleanna ganhará o palco no dia de 15 de março, no Teatro Glaucio Gill, no Rio de Janeiro, em encenação de Gustavo Paso. A peça, traduzida por Marcos Daud, é centrada no embate, cada vez mais passional, entre um professor e uma aluna. No papel da aluna, Luciana Fávero; no do(a) professor(a) se revezarão Marcos Breda e Miwa Yanagizawa. Vale dizer que este recurso foi empregado, nos últimos tempos, na bem-sucedida montagem de (Des)conhecidos, capitaneada por Igor Angelkorte, que enfocava um relacionamento a partir de perspectivas hetero e homossexual. Leia mais