Menu

Assine nossa newsletter

Folha de S.Paulo

Cia. estréia peça de improvisos e interatividade

25.11.2006  |  por Valmir Santos

São Paulo, sábado, 25 de novembro de 2006

TEATRO 
Espetáculo de performance dirigido por Christiane Jatahy mistura ficção e realidade durante o preparo de um jantar 

Ao redor de uma mesa, cinco personagens compartilham pequenos segredos que podem ser fictícios, vindos dos atores ou até da platéia 

VALMIR SANTOS
Da Reportagem Local 

Peça-performance. É assim que a diretora Christiane Jatahy e sua cia. Vértice de Teatro, formada no Rio de Janeiro em 2000, definem sua mais recente montagem em que os atores são personagens, mas também eles mesmos, borrando ficção e realidade. 

Esse é o ponto de partida de “A Falta Que Nos Move ou Todas as Histórias São Ficção”, que iniciou temporada ontem no Sesc Avenida Paulista. Em “A Falta Que nos Move…”, nunca se sabe se os cinco atores estão representando ou improvisando em cena. Durante o preparo de um jantar, em tempo real, eles contam histórias para o público, relacionam-se e ainda operam luz e som. Segundo Jatahy (a mesma de “Leitor por Hora”, 2006), que também assina dramaturgia, o espetáculo toca em temas como a geração submetida à ditadura militar (1964-85) e a família com seus padrões de relação. 

O título é baseado em uma frase do filósofo polonês Arthur Schopenhauer (1788-1860), sobre a falta (no sentido de ausência) como propulsora do desejo que move os indivíduos em direção ao outro e em direção à vida. 

Co-autoria
Na peça-performance, também cabe ao espectador o papel literal de co-autor. Quando entra no teatro, no 10º andar do prédio do Sesc, recebe um guardanapo no qual pode deixar registradas as suas histórias. 

“Vamos trocando algumas histórias contadas na peça por novas histórias deixadas pelo público”, diz Jatahy. O elenco é formado pelos atores-criadores Cristina Amadeo, Mariana Vianna, Pedro Brício, Kiko Mascarenhas e Roberta Gualda. A cenografia é Marcelo Lipiani. 



A falta que nos move ou todas as histórias são ficção
Onde:
Unidade Provisória Sesc Avenida Paulista (av. Paulista, 119, tel. 0/xx/11/ 3179-3700) 
Quando: sex., sáb. e dom., às 21h. Até 17/12 
Quanto: R$ 7,50 a R$ 15 

Valmir Santos

Quer receber mais artigos como este? Então deixe seu e-mail:

Relacionados