Menu

Prefácio

Seres de arribação [Fraternal Companhia de Artes e Malas-Artes]

16.3.2010  |  por Valmir Santos

Para o livro “Borandá – auto do migrante”, organizado em 2004 pela Fraternal Companhia de Artes e Malas-Artes. Trata-se de iniciativa independente, um dos primeiros frutos editoriais ancorados pelo Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. Reúne o processo de pesquisa e criação do espetáculo homônimo e a íntegra do texto de Luís Alberto de Abreu, obra com a qual venceu a categoria autor do Prêmio Shell de Teatro – São Paulo, edição de 2003.

Jornalista e crítico fundador do site Teatrojornal – Leituras de Cena, que edita desde 2010. Escreveu em publicações como Folha de S.Paulo, Valor Econômico, Bravo! e O Diário, de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. Autor de livros ou capítulos, além de colaborador em curadorias ou consultorias para mostras, festivais ou enciclopédias. Cursa doutorado em artes cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, onde fez mestrado na mesma área.

Relacionados