Menu

Prefácio

A dramaturgia de Anderson Aníbal

3.9.2010  |  por Valmir Santos

Acenos Cofundador da Compoanhia Clara de Teatro, em 2002, o autor e diretor de Belo Hiorizonte publica as peçasCinema, Alguns leões falam e Vilarejo do peixe vermelho. A iniciativa editorial independente transparece sua escrita para a cena feito canoas de papel em águas turvas, origamis dobrados com a austeridade sutil das palavras. 

estudo >>



Jornalista e crítico fundador do site Teatrojornal – Leituras de Cena, que edita desde 2010. Escreveu em publicações como Folha de S.Paulo, Valor Econômico, Bravo! e O Diário, de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. Autor de livros ou capítulos, além de colaborador em curadorias ou consultorias para mostras, festivais ou enciclopédias. Cursa doutorado em artes cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, onde fez mestrado na mesma área.

Relacionados