Menu

Publicações com a tag:

“Octavio Camargo"

Assine nossa newsletter

Publicações com a tag:

“Octavio Camargo"

Reportagem

Chega à metade o projeto que prevê a montagem de todos os 24 cantos da Ilíada, de Homero. Com estreias não lineares, a ideia é terminar tudo até o próximo Festival de Teatro de Curitiba – e ainda tentar levar o conjunto à Grécia durante as Olimpíadas do Rio. Leia mais

Crítica

Poucos artistas na cidade de Curitiba se permitem encenar textos de Paulo Leminski, e o Catatau, seu romance-monstro, assusta ainda mais. O experimentalismo da linguagem pede uma encenação também ousada, o que o diretor e compositor Octávio Camargo providenciou, mais textualmente do que nos demais recursos de seu Catatau – A justa razão aqui delira Leia mais

Reportagem

O sonho do compositor Octávio Camargo de levar atores curitibanos para encenar toda a Ilíada na Grécia em 2016 fica mais tangível à medida que os capítulos ficam prontos e estreiam, pouco a pouco. De quinta-feira a domingo (29/1 a 1º/2) é a vez do Canto 15, na voz, corpo e paixão de Regina Bastos. Convidada para substituir outra atriz, ela abraçou há meio ano o desafio de interpretar uma parte do catatau. Durante 40 minutos de monólogo, ela precisa dar conta de 16 personagens, cada um com feição e voz particulares. Leia mais

Crítica

O intento obstinado do diretor e compositor Octavio Camargo de encenar toda a Ilíada em dois anos tem como mérito haver iniciado a empreitada com uma grande atriz. Claudete Pereira Jorge faz maravilhas no monólogo criado para o Canto 1, que reúne uma dezena de personagens, num texto não exatamente acessível. A estreia deu-se em 2006, mas, na semana passada, ela voltou em quatro apresentações que marcaram a retomada do projeto. Ele agora deve ir adiante com a montagem dos 24 trechos da obra de Homero, mas não em ordem: o próximo será o Canto 16, com o ator Richard Rebelo, em junho – data a definir. O conjunto deve ser apresentado durante a Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016, e, simultaneamente, na Grécia. Leia mais

Reportagem

Para o compositor Octavio Camargo, Curitiba tem uma tradição arcadista que remonta ao movimento simbolista encabeçado por Dario Velloso – e é dessa fonte, também preenchida por gente como Paulo Leminski, que ele bebe em seu projeto ilíadahomero. A partir de abril, ele e um grupo de 24 atores encenarão todos os cantos da Ilíada, em uma apresentação por mês, durante dois anos. O projeto tem o apoio do Teatro Guaíra e a intenção é realizar as récitas no Teatro Londrina, no Memorial de Curitiba. Leia mais