Menu

Assine nossa newsletter

Folha de S.Paulo

Festival de teatro no Rio rememora seu passado

4.10.2007  |  por Valmir Santos

São Paulo, quinta-feira, 04 de outubro de 2007

TEATRO 

Oitavo Riocenacontemporânea recebe atrações do Brasil, Itália, França e Inglaterra
 

São 70 produções nacionais e estrangeiras; Oficina e Teatro da Vertigem estão entre os grupos paulistas que participam do festival
 

VALMIR SANTOS

Da Reportagem Local

Um dos principais irrigadores das artes cênicas cariocas nos últimos dez anos, o festival Riocenacotemporânea olha para trás para fazer seu “inventário”, o eixo eleito. A oitava edição, que começa hoje, leva o Oficina Uzyna Uzona, do diretor José Celso Martinez Corrêa, ao mesmo cenário onde apresentou “As Bacantes” em 1996: a zona portuária, no Centro Cultural Ação da Cidade. Desta vez, é encenado “Os Sertões”, cuja primeira peça abre o festival hoje à noite. 

Os dez dias de evento mexem ainda com outras memórias em cerca de 70 atrações nacionais e estrangeiras. Não são só espetáculos acabados. Há aqueles em processo, performances, instalações, leituras etc. 

A participação de grupos paulistas inclui também o Teatro da Vertigem, do encenador Antônio Araújo, que remonta “BR 3” em trecho da baía de Guanabara, repetindo a aventura sobre o rio Tietê, no ano passado; e a companhia Livre, de Cibele Forjaz, que leva “Vemvai – O Caminho dos Mortos”. 

Do Rio, acontecem as estréias de “Velatura – Estação Terminal”, com a companhia Ensaio Aberto; “Por uma Vida um Pouco Menos Ordinária”, de Gilberto Gawronski; e “Sutura”, por Felipe Vidal. 

Entre os 14 projetos internacionais, está a montagem de “Hey Girl!”, da italiana Societas Raffaello Sanzio, dirigida por Romeo Castellucci. Graças à tecnologia, uma menina se multiplica como um prisma transparente e mostra várias as facetas ao mesmo tempo. 

Do Reino Unido, vem o ator Tim Crouch, do Public Parts Theatre. Da França, o coreógrafo Josef Nadj. Da Espanha, a companhia La Carnicería Teatro, de Rodrigo García. Da Argentina, o grupo El Periférico de Objetos. De Portugal, uma mostra de espetáculos locais.



8º Riocenacontemporânea
Onde: palcos e espaços alternativos do Rio; tel. 0/ xx/21/2246-0176 e site
www.riocenacontemporanea.com.br
Quando: de hoje a 14/10 
Quanto: grátis e de R$ 10 a R$ 20 

Valmir Santos

Quer receber mais artigos como este? Então deixe seu e-mail:

Relacionados