Menu

Publicações com a tag:

“Grupo Clariô de Teatro"

Publicações com a tag:

“Grupo Clariô de Teatro"

Crítica

O estado de horror implantado pelo bolsonarismo leva artistas a se posicionaram, poeticamente, de forma ainda mais radical. Não poderia ser diferente em arte. E não faltam exemplos nas circunstâncias dos últimos 15 meses de pandemia sobrepostos à guerra cultural instalada desde a posse. Um governo incapaz de tecer uma linha sobre a morte de Nelson Sargento e outros mestres e mestras em diferentes expressões. Que desqualifica o pensamento crítico. Ataca sistematicamente a comunidade artística. Desestrutura instâncias-chave do extinto Ministério da Cultura (MinC). Cientes dessa realidade macabra, os 86 minutos do vídeo-manifesto Liberdade liberdade [revisitada] constituem mais um exemplo de exposição da dor e de seu contraponto, o empenho coletivo para denunciá-la bravamente, purgá-la, a despeito da política pública de extermínio.

Leia mais

Artigo

Para usar um termo corrente no meio audiovisual, a série Cena inquieta transmite uma sensação de delay. O efeito acústico atrasado em relação à imagem é lembrado porque o poder transformador da arte que emana de vozes e corpos nos dois primeiros episódios destoa do presente de um país em decomposição. A falta de sincronia não é gerada pelos idealizadores e realizadores dos 26 documentários em exibição no canal SescTV, desde a semana passada, mas pelo fracasso de parte da sociedade civil e dos representantes políticos em colocar de pé um sistema nacional de cultura, em sentido estrito, como previsto na Constituição de 32 anos atrás, ou ao menos não desmanchar o que as gestões de Gilberto Gil estruturaram minimamente no extinto Ministério da Cultura.

Leia mais

Nota

O Núcleo Bartolomeu de Depoimentos (‘Antígona recortada – Contos que cantam sobre pousopássaros’) venceu a categoria teatro do Prêmio Governador do Estado de São Paulo para a Cultura 2013, trajetória reconhecida pelo júri oficial. A votação popular escolheu o trabalho continuado da mundana companhia (‘O duelo’). A cerimônia de entrega aconteceu ontem à noite no Theatro São Pedro, Barra Funda.

O Espaço Clariô, capitaneado pelo Grupo Clariô de Teatro, em Taboão da Serra, Grande São Paulo, foi contemplado na categoria inclusão cultural, conferido pelo júri oficial. O voto popular elegeu o bloco carnavalesco Ilu Obá de Min.

Na dança, o júri oficial reconheceu a trajetória da bailarina, coreógrafa e professora Janice Vieira (‘Vis-à-vis’), seis décadas de carreira. Antonio Nóbrega (‘Humus’) teve sua atuação permanente com as artes cênicas reconhecida pelo júri popular, além da criação recente da companhia que leva seu nome.

'Hospital da gente' no Espaço Clariô em TaboãoSem créditos

‘Hospital da gente’ no Espaço Clariô em Taboão

Organizado pela Secretaria de Estado da Cultura, o prêmio destinou R$ 60 mil a cada vencedor escolhido pelo júri oficial. A categoria inclusão cultural não remunera. Em todas as situações, os premiados levam um troféu.

Confira aqui a relação de vencedores em todas as categorias.