Menu

Publicações com a tag:

“Rosana Stavis"

Assine nossa newsletter

Publicações com a tag:

“Rosana Stavis"

Crítica

O aspecto mais evidente em Artista de fuga – nova montagem de Marcos Damaceno, que assina a dramaturgia resultante da adaptação do texto Como me tornei um artista de fuga, de Guto Gevaerd – é a impotência diante da passagem do tempo, em especial no que se refere à inevitabilidade da morte. Leia mais

Crítica

Depois de um ano de El Niño para as artes cênicas, Curitiba viu duas boas estreias quase na virada do calendário. Quem perdeu pode ficar de olho no possível retorno, durante o Festival de Teatro, de Mommy e Artista de fuga.

Em ambas atuou a veterana atriz Rosana Stavis Leia mais

Crítica

As virtudes técnicas, no campo da atuação, e as corrupções morais, seu eixo temático, colidem a favor da arte em Árvores abatidas ou para Luis Melo. Rosana Stavis carrega o piano com recursos vocais e presença radiosa no trânsito muitas vezes frenético entre a narradora e suas figuras. O pensamento crítico tem como fonte o ensaio de Thomas Bernhard, Árvores abatidas: uma provação, sorvido na mesma moeda pelo diretor e adaptador Marcos Damaceno, neste que é possivelmente a sua produção mais solar se levarmos em conta as montagens de peças de Sarah Kane, Jon Fosse e Gabriela Mellão. Leia mais

Reportagem

A eleição da APCA – Associação Paulista de Crítcos de Arte – só acontece no final do ano. Mas, como já é costume na entidade, os críticos, em reunião informal, fizeram uma pré-seleção dos indicados para o 1º semestre.

As montagens Folias Galileu  e Eu não dava Praquilo receberam o maior número indicações, com três cada uma. Leia mais