Menu

Publicações com a tag:

“Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz"

Assine nossa newsletter

Publicações com a tag:

“Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz"

Nota

A Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, de Porto Alegre, cumpre turnê pela argentina desde 27 de agosto até 4 de outubro. Estão programadas 12 apresentações do espetáculo de rua Amargo santo da purificação (2008), que retrata vida e pensamento do guerrilheiro e poeta Carlos Marighella (1911-1969), e seis da ação performativa Onde? Ação n° 2, que discute de forma poética o trauma dos desaparecidos políticos na América Latina, também ecoado na pesquisa em torno de Viúvas – Performance sobre a ausência (2011). Leia mais

Reportagem

A instabilidade econômica que assola a Argentina não é suficiente para abalar o teatro. Com as salas lotadas, o teatro argentino segue pulsante. Espetáculos que fazem parte desse cenário integram a programação da 21ª edição do Porto Alegre Em Cena, que segue até 22 de setembro. Leia mais

Nota

A edição numero 14 da Cavalo Louco – Revista de Teatro da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz foi lançada no último dia 25 na Terreira da Tribo, em Porto Alegre. A publicação semestral que veicula reflexão sobre a prática teatral é a única do gênero com periodicidade regular no sul do país. Sua distribuição é nacional e gratuita. Leia mais

Artigo

A filosofia dos grupos

5.5.2014  |  por Valmir Santos

As artes cênicas são, por natureza, gregárias. Sincronizam a respiração no ato ao vivo entre os artistas que ocupam palco, galpão, picadeiro ou espaço público e os espectadores instigados a embarcar nessa nau milenar. Nas tradições orientais e ocidentais, uma das bases da convivência no teatro e na dança diz respeito ao caráter coletivo por trás de cada criação. Em um monólogo dramático ou em um solo coreográfico haverá sempre a interlocução direta ou indireta de uma equipe ancorando as palavras, os gestos, os silêncios e as variantes sensoriais no coração da cena. Leia mais

Reportagem

Já na segunda metade dos anos 1980, o coronel Luiz Helvecio da Silveira Leite relatou como foi planejada, no Centro de Informações do Exército (CIE), uma ofensiva aos comunistas durante os anos de chumbo: “Definimos qual era o campo mais fraco e decidimos que era o setor do teatro. Em seguida, começamos a aporrinhar a vida dos comunistas nos teatros. A gente invadia, queimava, batia, mas nunca matava”. As ações, segundo ele, eram realizadas por majores, capitães, tenentes e sargentos, além de civis. O depoimento está no livro A ditadura envergonhada, primeiro volume da série As ilusões armadas, de Elio Gaspari. Leia mais

Nota

O 6º Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre acontece de 20 a 29 de abril. Entre os convidados desta edição, estão o grupo francês Générik Vampeur, com a montagem Bivoac e o artista catalão Roger Bernat, que traz o espetáculo A sagração da primavera. Do Brasil destacam-se dois grupos de Goiânia: o Teatro que Roda, com Das saborosas aventuras de Dom Quixote de La Mancha e seu fiel escudeiro Sancho Pança; e o Teatro Nu Escuro, com Gato negro. De Brasília vem a Cia. de Teatro Andaime, com Serpentes que fumam. Os grupos do Rio Grande do Sul também tem forte presença. A tribo de atuadores Ói nóis aqui traveiz traz sua nova criação Onde? ação Nr. 2. Leia mais

Viúvas - Performance sobre a ausência, Ói Nóis Aqui Traveiz

Artigo

Quando os mitos e os rituais encontram-se sedimentados como ato criativo numa biografia de 35 anos, seu criador também é convertido, simbolicamente, em fonte primordial de outros mitos e rituais transmitidos às gerações de artistas e de públicos com os quais conviveu. Ou seja, gera uma tradição. Em sua antológica fricção poética com a realidade, a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz sorveu a origem do mundo, palmilhou a natureza dos céus aos baixios, esculpiu em cena deuses, homens e heróis em suas falências e potências. E sublinhou injustiças, algumas ainda estanques, que por si mesmas ficariam emolduradas no histórico cultural não fosse disposição permanente do grupo para fazer valer seu projeto estético. Leia mais