Menu

Publicações com a tag:

“Barbara Heliodora"

Assine nossa newsletter

Publicações com a tag:

“Barbara Heliodora"

Biocritica Kil Abreu conta...

Biocritica - Uma questão de conta...

Neste momento não se pode começar um texto sobre crítica e sobre críticos senão reafirmando o estado atual das coisas. Que alcança a crítica mas vem antes e está além. Para nós que não nos sentimos capturados pelas políticas da morte (o que não nos faz melhores), a sensação é de que o humano está sendo devastado pela doença e pelo assassinato como política de Estado. Ponto crítico. É um momento da democracia em que se pode parafrasear os versos daquela canção falando sobre o aqui que ainda era construção, mas já é ruína. Os mais politizados perguntarão, com razão: “Mas quando não foi assim?”. A diferença fundamental é que no agora, como em poucos outros agoras, a ordem autoritária monta estratégias próprias. A matança, como sempre, tem endereços prioritários. Não cabe descer aqui a pormenores, não é o tema, mas cabe lembrar – não é questão de querer ou não – que este é forçosamente também o sítio da crítica. E a crítica não deve querer estar em suspenso sobre a nervatura do real, deve fazer parte dela.

Leia mais

Artigo

Na “farsa irresponsável” Viúva, porém honesta (1957), uma peça divertida e subestimada de Nelson Rodrigues, o grande dramaturgo alfineta o ofício do crítico teatral por meio do personagem Dorothy Dalton, um fugitivo do Serviço de Assistência ao Menor Leia mais

Resenha

Em A função da crítica (Giostri, 2014), três dos maiores nomes da crítica teatral brasileira, Bárbara Heliodora, Jefferson Del Rios e Sábato Magaldi, falam sobre o que vem a ser e para que serve a crítica teatral. Leia mais

Reportagem

Numa das sessões de um espetáculo que saiu de cartaz no último domingo, três pessoas que ocupavam uma das primeiras fileiras se levantaram nos primeiros dez minutos da peça e foram embora. Sem entrar no mérito dos bons modos no teatro – no cinema, os atores não enxergam quem sai no meio do filme –, o episódio faz pensar sobre o que leva alguém a gostar ou desgostar de uma montagem. Leia mais

Reportagem

Há 450 anos, São Paulo era uma missão jesuítica com pouco mais de cem habitantes. Não havia luz elétrica ou carros. A imprensa acabara de ser inventada na Europa. E a Inquisição da igreja Católica ainda vigorava para condenar os hereges. Leia mais