Menu

Publicações com a tag:

“Marcio Aurélio"

Assine nossa newsletter

Publicações com a tag:

“Marcio Aurélio"

Reportagem

No início, havia o verbo. E uma vontade incontrolável de subvertê-lo. Há exatos 25 anos, quando criou a Companhia Razões Inversas, o diretor Marcio Aurelio pôs-se a revirar as palavras. Leia mais

Crítica

O nascimento de um filho é a descoberta de um mundo novo. Mas o nascimento de um filho que em nada corresponde àquilo que se sonhou pode ser a descoberta das entranhas desse mundo: algum tipo de vertigem terrível, uma queda sem anteparo, uma confusão de amor e culpa. Em cartaz no Sesc Consolação, OE é um espetáculo inspirado na obra do escritor japonês Kenzaburo Oe – vencedor do Nobel de Literatura de 1994 –, que trata extensivamente em seus romances da condição de seu primogênito, um menino que sofre de uma deficiência intelectual congênita. Leia mais

Reportagem

O maior evento teatral do Brasil começa hoje e segue até o dia 5 de abril. Em sua 24ª edição, o Festival de Curitiba continua a manter a proposta e os números superlativos que o caracterizam desde sua criação. Serão 29 espetáculos, entre eles sete estreias nacionais. E a mostra oficial permanece como uma vitrine do que se passa nos palcos do País – especialmente no eixo Rio-São Paulo. Leia mais

Reportagem

Foi com esforço que o Festival de Teatro de Curitiba não voltou neste ano ao tamanho da primeira edição, em 1992, quando foram apresentadas 14 peças. Mas, apesar da queda de orçamento, de R$ 8 milhões previstos para R$ 6 milhões efetivos, o 24ª capítulo do evento trará 29 espetáculos na mostra oficial, ante os 38 do ano passado. O evento vai de 24 de março a 5 de abril. Leia mais

Nota

O ator Eduardo Okamoto fez no último fim de semana (5 e 6/9), no Sesc Campinas, a pré-estreia do solo Oe, inspirado na obra de um dos mais populares romancistas do Japão, Kenzaburo Oe (Prêmio Nobel de Literatura em 1994). Sob direção de Marcio Aurelio e dramaturgia de Cássio Pires, trata-se de mergulho no vasto universo do escritor, estabelecendo relações entre a literatura de Oe e a cena propriamente dita, com destaque para o romance Jovens de um novo tempo, despertai!. Leia mais

Artigo

Aniversários cercam nos próximos meses o drama Woyzeck, do alemão Georg Büchner (1813-1837), convidando a falar sobre a breve e sugestiva peça, que encerra qualidades poéticas e políticas ainda hoje eloquentes. Escrito em 1836, o texto, que permaneceria inconcluso, foi publicado em 1879 e chegou ao palco somente em 1913, em Munique. Os 100 anos desde a primeira montagem de Woyzeck se completam em novembro [de 2013]. Leia mais

Artigo

Leia a seguir prefácio do livro Zé – Peça em um ato,  de Fernando Marques. Professor do Departamento de Artes Cênicas da UnB, o jornalista, escritor e compositor adapta em verso e canções a peça Woyzeck, de Georg Büchner. A segunda edição teve o texto revisto e surge dez anos depois pelas mãos da É Realizações Editora, dentro da coleção Autores Nacionais. Mais informações deste lançamento, do texto de quarta capa assinado pela pesquisadora e professora da USP Maria Sílvia Betti e do ensaio adicional de Marques em que comenta a curta e esmerada obra do escritor alemão, aqui. Leia mais